We use cookies to customize content and advertising, to provide social media features, and to analyze traffic to our site. We also share information about your use of our site with our trusted social media, advertising and analytics partners. Read more.
  •    
  •    
  •    

    Caetano Veloso / Lyrics

    Playlist 0 Rate 1 Like & Share Print Email Play

    "Haiti" Lyrics

    Caetano Veloso

    Album:
    Genre:
    Duration:00:04:39
    Rank: (−) history »
    Rate:
    5.0/5 from 1 users
    Charts: view all »
    Referring urls:view all »

    Video

    Lyrics

    Quando você for convidado pra subir ao adro
    Da fundação Casa de Jorge Amado
    Pra ver do alto a fila de soldados quase todos pretos
    Dando porrada na nuca de malandros pretos
    De ladrões mulatos e outros quase brancos
    Tratados como pretos
    Só pra mostrar aos outro quase pretos
    (e são quase todos pretos)
    E aos quase brancos, pobres como pretos
    Como é que pretos, pobres e mulatos
    E quase brancos, quase pretos, de tão pobres, são tratados

    E não importa se olhos do mundo inteiro
    Possam estar por um momento voltados para o largo
    Onde os escravos eram castigados
    E hoje um batuque
    Com a pureza de meninos uniformizados de escola secundária
    Em dia de parada
    E a grandeza épica de um povo em formação
    Nos atrai, nos deslumbra e estimula
    Não importa nada: nem o traço do soldado
    Nem a lente do Fantástico, nem o disco de Paul Simon
    Ninguém, ninguém é cidadão
    Se você for à festa do pelô
    E se você não for

    Pense no Haiti, reze pelo Haiti
    O Haiti é aqui o Haiti não é aqui

    Na TV se você ver um deputado em pânico mal dissimulado
    Diante de qualquer, mas qualquer mesmo, qualquer qualquer
    Plano de educação que pareça fácil
    Que pareça fácil e rápido
    E vá representar uma ameaça de democratização do ensino
    De primeiro grau
    Se esse mesmo deputado defender a adoção de pena capital
    E o venerável cardeal disser que vê tanto espírito no feto
    E nenhum no marginal
    E se, ao furar o sinal, o velho sinal vermelho habitual
    Notar um homen mijando na esquina da rua
    Sobre um saco brilhante de lixo do Leblon
    E quando ouvir o silêncio sorridente de São Paulo
    Diante da chacina

    111 presos indefesos, mas presos são quase todos ou
    Quase pretos
    Ou quase brancos, quase pretos de tão pobres
    E pobres são como podres e todos sabem como se tratam os pretos
    E quando você for dar uma volta no Caribe
    E quando for trepar sem camisinha
    E apresentar sua participação inteligente no bloqueio a Cuba

    Pense no Haiti, reze pelo Haiti
    O Haiti é aqui o Haiti não é aqui
    This song was submitted on October 27th, 2013 and last modified on November 24th, 2016.
    Copyright with Lyrics © PRETA MUSIC , TERRA ENTERPRISES, INC..
    Written by Caetano Emmanuel Viana Teles Veloso, Gilberto Gil.
    Lyrics licensed by LyricFind.

    Songs you may also like

    • same album
    • same artist
    • popular on LSI
    • new on LSI

    Contributors

    leaderboard activity

    Comments

    Facebook (0) LetsSingIt (0)