We use cookies to customize content and advertising, to provide social media features, and to analyze traffic to our site. We also share information about your use of our site with our trusted social media, advertising and analytics partners. Read more.
  •    
  •    
  •    

    Um Barril de Rap / Lyrics

    Playlist 0 Rate 0 Like & Share Print Email Play

    "Memórias em Blocos" Lyrics

    Um Barril de Rap

    new!
    Album:
    Genre:
    Duration:00:04:12
    Rank: (−) history »
    Rate:
    −/5 from 0 users
    Charts: view all »
    Referring urls:view all »

    Video

    Lyrics

    [Verso 1: Froid]
    Eu era igual você, com mais conflito que desfecho
    Eu me senti estranho, eu nunca me senti eu mesmo
    Parei num beco estranho com um cara que ja foi preso
    Me vendeu uma substância que substitui desejo
    E a vida não me deu sossego, eu perdi o medo
    Depois perdi meu pai, depois perdi o emprego
    Perdi minha virgindade, eu virei homem cedo
    Eu tava era perdido e foi aí que o rap veio
    Irmão, fui eu quem fiz porque que eu nao posso dizer?
    Se vem dentro de mim porque que eu não posso cantar?
    Quão duro pode ser falar tudo que o olho vê
    Mas agora cê ta com medo de mim e não quer mais me respeitar
    Na cidade do Olavo Bilac, os muleke, compram beck com a grana do papi, ha
    Só que o rap não é igual pesque-pague e não da pra comprar rima pra botar no boombap

    [Refrão: $yro]
    O clan mais louco do Brasil, com os parceiro de Brasília
    Fechou com a família, isso é 2° via
    Memórias em blocos, sua mente num é stress
    Damassaclan e Um Barril de Rap (2x)

    [Verso 2: Yank]
    Analisando a dor, testemunhando
    Ando e chegamo aê, sem prevê
    Rap não é querer fazer
    Cê tem que viver pra se inspirar e se pá escrever
    E eu escrevi sem saber poesia
    Eu só rapto a luz do ambiente e capto a fotometria
    Full frame, com foco no game, anoto N
    Memórias em blocos, decoro minha casa com fotos
    E não me importo como vão me receber
    Eu só tô transmitindo aquilo que preciso me desfazer
    Eu tô me aliviando, camufladô
    Tô de visita nesse barraco, então eu cago com chuveiro ligado
    Sem deixar rastro, rastejo baixo em meio ao terror, sistema é o pavor
    E eu faço o favor de desligar o vestilador, doidô
    Sem saber o destino da passagem
    Mas a liberdade não é a meta, é o modo de seguir a viagem
    O parque fecha mais cedo pra quem tem medo
    E se a vida é o ingresso, eu quero acesso a todos brinquedo

    [Refrão: $yro]
    O clan mais louco do Brasil, com os parceiro de Brasília
    Fechou com a família, isso é 2° via
    Memórias em blocos, sua mente num é stress
    Damassaclan e Um Barril de Rap (2x)

    [Verso 3: Sampa]
    Abraça o mundo, nêgo, o mundo é nosso, tudo que posso
    Eu me envolvi, não dá pra voltar
    O Brasa impõe respeito, vai ser do nosso jeito
    Se depender de mim não vai naufragar, ó
    Eu sei que ta foda, que to em falta, o sonho não para não
    Que a vida me cobre, toda revolta tem que ter função
    Eu fiz um pacto que impactou no que hoje é
    Foi como um rapto que captou toda aquela fé
    Só que o momento me pede uma calma que nunca tive
    Pede uma alma que era tão livre, como o relógio que o tempo parou
    Foi como o silêncio do tiro da arma
    Que ele me disse: "Aguenta esse fardo, não se divide, lembra do tempo que o vento levô" uô
    This song was submitted on November 28th, 2016.
    Lyrics licensed by LyricFind.

    Songs you may also like

    Contributors

    leaderboard activity

    Comments

    Facebook (0) LetsSingIt (0)